OS RISCOS DA OBESIDADE • Dra. Alecia Brito

OS RISCOS DA OBESIDADE

Mais de 40% da população brasileira está obesa ou acima do peso. E esse número só cresce. O grande problema dos obesos é achar que estão saudáveis e que não possuem nenhum problema de saúde.

No entanto, o excesso de peso é o grande responsável por diversas patologias como diabetes, pressão alta, derrames, problemas posturais, dores nas articulações, câncer, doenças venosas, entre muitas outras.

Não é tarde para cuidar da sua saúde, mudar seus hábitos e viver muito mais e melhor!

OBESIDADE E ALZHEIMER

Estudos comprovam que a obesidade, juntamente com o envelhecimento natural do nosso corpo, são fatores que influenciam no desenvolvimento de doenças neurodegenerativas como o Alzheimer.

Pessoas que possuem uma dieta rica em gorduras insaturadas, açúcares, carboidratos, acabam sensibilizando seu cérebro com o passar dos anos e aumentando o risco de desenvolver a doença.

Comece a se cuidar hoje. Mantenha uma dieta saudável e balanceada. Envelhecer é inevitável, mas isso não quer dizer que não devemos nos cuidar.

OBESIDADE E CÂNCER DE PELE

Um estudo científico que abordava a relação entre obesidade e câncer de pele foi realizado pela Universidade de Gothenburg (Suécia) e, em seguida, publicado no European Congress on Obesity.

Durante a pesquisa, cerca de 4000 obesos que fizeram a cirurgia bariátrica foram acompanhados por um período de 18 anos.

A cirurgia bariátrica, além de promover a eliminação do excesso de peso, reduziu em 42% o risco destes pacientes desenvolverem câncer de pele e ainda reduziu em 61% o risco de desenvolvimento do melanoma.

Esse estudo é uma forte evidência de que a obesidade realmente não faz bem.

EXISTEM OBESOS SAUDÁVEIS?

Para ser bem sincera não. A obesidade é uma doença e, mesmo que o indivíduo não apresente sintomas e ache que está saudável, ele não está.

O risco de se desenvolver doenças cardiovasculares em obesos “metabolicamente saudáveis”, ou seja, que não apresentam alterações em seus exames, é muito grande, ainda mais se acrescentarmos outros fatores, como o sedentarismo, a idade e o tabagismo.

Com o passar dos anos as co-morbidades da obesidade, como dores nos joelhos, falta de ar, hipertensão e problemas de coluna começam a aparecer, assim como o aumento da prevalência dos problemas cardiovasculares.

HORMÔNIOS E EMAGRECIMENTO

Os nossos hormônios atuam na velocidade do nosso metabolismo e no consumo das calorias eliminadas. Podem ser considerados uns dos responsáveis pelas gordurinhas indesejadas, mesmo que tenhamos hábitos de vida saudáveis.

Se você tenta, tenta, tenta, mas não consegue emagrecer, procure seu médico e peça que ele faça uma avaliação hormonal. Assim, é possível verificar se existe algum hormônio em desequilíbrio.

Na maioria dos casos, a desregulação hormonal é tratável, melhorando assim o emagrecimento.

METABOLISMO

Você come direito, se exercita e mesmo assim possui uma dificuldade enorme para emagrecer? Se isso acontece com você, provavelmente seu metabolismo está lento.

Mas não se preocupe, existem formas de acelerá-lo. Confira a seguir:

  • Coma regularmente;
  • Mantenha-se hidratado;
  • Aumente a ingestão de fibras e proteínas;
  • Durma bem;
  • Insira alimentos termogênicos na sua dieta;
  • Pratique treinos intervalados de alta intensidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *